O jogo dos oitavos de final da Taça da Liga BNI entre Maxaquene e Ferroviário de Maputo teve de ser resolvido na marcação de grandes penalidades depois do nulo registado no tempo regulamentar e no prolongamento. Na decisão por marcação do castigo máximo, o Maxaquene venceu por 4-2.

Depois de noventa minutos sem golos, 'tricolores' e 'locomotivas' tentaram até ao fim encontrar o caminho para o golo no prolongamento, mas sem sucesso.

Já na marcação de grandes penalidades, o Maxaquene mostrou-se mais forte na linha dos onze metros e venceu o Ferroviáro de Maputo por 4-2.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.