Um “frango” do guarda-redes Robert Green permitiu hoje aos Estados Unidos empatar a um golo com a mais dominadora Inglaterra, na primeira ronda do Grupo C do Mundial de 2010, em Rustenburgo, na África do Sul.

A Inglaterra, campeã mundial em casa em 1966, adiantara-se no marcador logo ao quarto minuto, por Steven Gerrard, que aproveitou algum espaço e desatenção da defesa norte-americana, mas um remate de longe de Dempsey, aos 40, encontrou as frágeis mãos de Green.

A selecção dos “Três Leões” entrou da melhor forma na relva africana nesta sua 11.ª presença em torneios do género, diante de uns Estados Unidos presentes pela sexta vez consecutiva em fases finais.

Após um lançamento lateral, Lampard serviu o “poste” Heskey, na cabeça da área dos Estados Unidos, e o avançado do Aston Villa completou a triangulação ao servir Gerrard, num movimento diagonal finalizado com um toque a desviar a bola do guarda-redes Howard.

Em vantagem, a equipa orientada pelo italiano Fabio Capello desacelerou e afrouxou a eficaz pressão sobre os adversários e posicionamento em bloco, permitindo maior posse de bola aos norte-americanos.

Com o jogo controlado, foi o guardião Green (West Ham) a descontrolar-se por completo, desesperando os fãs ingleses perante um aparentemente inofensivo remate de Dempsey.

Na segunda parte, a Inglaterra voltou a impor-se no meio-campo contrário, “encostando” os norte-americanos à sua área, mas ninguém surgiu a aproveitar as investidas de Lennon e Johnson.

Contudo, a melhor oportunidade de golo do segundo tempo pertenceu aos norte-americanos, num rápido contra-ataque finalizado por Altidore. A defesa, com a ajuda do poste, ao remate forte do avançado do Hull City redimiu parcialmente Green.

Heskey, Lampard e Rooney também estiveram perto de marcar por várias ocasiões, mas a pontaria falhou ou Howard e os seus defesas impediram novo golo inglês, adiando a vingança pelo “Milagre na Relva” de há 60 anos - no Brasil, em 1950, quando a Inglaterra foi batida por 1-0.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.