O avançado do Barcelona contratado já neste defeso foi o jogador escolhido por Vicente del Bosque para a frente de ataque e lamenta que não tenham sido concretizadas as inúmeras oportunidades criadas pela equipa.

“Jogámos um bom futebol e criámos muitas ocasiões. Se calhar não tantas como normalmente, mas a equipa reagiu mesmo depois de termos sofrido aquele golo e tentámos de todas as maneiras. Não era o nosso dia e podemos queixar-nos de muita infelicidade.”

O avançado não atira a toalha ao chão e frisa que Espanha só depende dela para chegar aos oitavos-de-final:

“Agora temos de recuperar o ânimo e sabemos que continuamos a depender de nós mesmos. Restam seis pontos e vamos fazer tudo para os conquistar.”

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.