Finalmente uma vitória africana no Mundial2018. O Senegal contou com uma boa dose de sorte e alguam polémica para levar de vencida a Polónia por 2-1, em jogo da primeira jornada do Grupo H do Mundial2018. Esta é a primeira vitória de uma seleção africana na prova, depois das derrotas de Egito (0-1 com Uruguai), Marrocos (0-1 com Irão), Nigéria (0-2 com Croácia) e Tunísia (1-2 com Inglaterra).

Veja as estatísticas do encontro

Os 'leões de Teranga' igualam o Japão na liderança do Grupo, depois de os nipónicos terem batido a Colômbia por 2-1. Para já, neste grupo, as seleções menos cotadas são as que estão em vantagem.

Guiados por Sadió Mané, a turma africana entrava em campo, sabendo que o favoritismo estava do lado dos polacos. Mas isso não incomodou os comandadso de Aliou Cissé que foram à procura da baliza defendida por Szczesny.

Com os árbitros portugueses Artur Soares Dias e Tiago Martins no vídeo-árbitro, o Senegal criou o primeiro lance de perigo aos 19 minutos por Niang mas o remate do avançado do Torino saiu torto. O golo só apareceu aos 38 minutos, numa infelicidade de Rangel Cionek, que desviou um remate torto de Gueye para a própria baliza.

O Polónia-Senegal em números: Polacos dominaram, ficaram com o MVP mas a vitória foi africana
O Polónia-Senegal em números: Polacos dominaram, ficaram com o MVP mas a vitória foi africana
Ver artigo

No segundo tempo a Polónia cresceu no jogo, passou a ter mais bola e a criar perigo. Lewandowski obrigou o guarda-redes N'Diaye a uma grande defesa aos 50, num livre direto.

O segundo golo do Senegal apareceu aos 60 minutos, num lance que vai dar que falar. Krychowiak tentou atrasar a bola a Bednarek mas este não se apercebeu da entrada em campo de Niang, que tinha estado a ser assistido fora das quatro linhas. O senegalês aproveitou ainda a falha de comunicação entre o defesa e o guarda-redes Szczesny para ganhar a bola e correr para a baliza deserta. Os polacos protestaram mas o árbitro Nawaf Shukralla, do Bahrain, mandou seguir.

Depois de algumas ameaças, os polacos vão reduzir aos 86 minutos, num cabeceamento de Krychowiak.

Com este triunfo, o Senegal juntou-se no topo do grupo ao Japão, que venceu pelo mesmo resultado a Colômbia, no primeiro jogo do dia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.