O Pachuca eliminou o Wydad Casablanca do Mundial de clubes e vai defrontar o Grêmio nas meias-finais. O único golo do jogo foi apontado por Vítor Guzmán, quando faltavam oito minutos para o final do prolongamento, depois de o encontro ter terminado 0-0 nos 90 minutos regulamentares.

O tento da vitória nasce de um cruzamento do uruguaio Jonathan Urretaviscaya, ex-Benfica e V. Guimarães, que cruzou da direita para a cabeça do avançado. Faltavam apenas oito minutos para a partida ir para as grandes penalidades

Os mexicanos ainda jogaram com um jogador a mais desde os 24 minutos do segundo tempo regulamentar, quando o médio Brahim Nakach recebeu o segundo cartão amarelo, deixando os marroquinos em inferioridade numérica durante muito tempo.

Os Tuzos garantem, desde já, a melhor participação no Mundial de Clubes. Em 2008, o Pachuca terminou na quarta posição.

Mas para melhorar a marca a equipa mexicana ter de eliminar o Grêmio, tricampeão sul-americano de futebol. A formação brasileira entra em campo em Al Ain na terça-feira, dia 12, com a vantagem de enfrentar um adversário desgastado pelo longo jogo disputado na fase anterior.

No outro jogo dos quartos-de-final, o Al Jazira surpreendeu ao vencer o Urawa Red Diamonds por 1-0 e avançar para a semifinal. Ali Ahmed Mabkhout fez o único golo do jogo, aos sete minutos do segundo tempo.

A equipa convidada de Abu Dhabi vai defrontar o poderoso Real Madrid nas meias-finais. Antes, eliminou o campeão da Oceania, Auckland City, na fase preliminar, e o campeão asiático nos quartos-de-final. Em ambos os jogos, a equipa dos Emirados foi amplamente dominado, mas conseguiu um golo para garantir a vitória.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.