O futebolista Caetano, vice-campeão do Mundo em 2011, diz acreditar num grande desempenho de Portugal no Mundial de sub-20, que arranca sexta-feira na Turquia, considerando prioritário passar a fase de grupos.

«Acredito que podemos realizar um grande Mundial, à semelhança do que fizemos na Colômbia, mas penso que não se devem criar elevadas expectativas. Temos de deixar que as coisas aconteçam naturalmente. É um grupo novo, com um treinador novo e passar a fase de grupos é o mais importante», disse à agência Lusa Caetano.

O avançado do Paços de Ferreira, de 22 anos, entende que «a atual geração não tem qualquer tipo de responsabilidade acrescida» por defender o segundo lugar conquistado no Mundial da Colômbia e «tem mais individualidades e mais condições para fazer figura».

«Fomos para a Colômbia no mais completo anonimato e nem os jogos eram televisionados, ao contrário do que vai suceder agora. Por outro lado, na altura, creio que eu e o Nelson (Oliveira) éramos os únicos com experiência na I Liga, enquanto agora há mais jogadores nessa condição», comparou Caetano.

O internacional luso destacou o papel das equipas B na promoção dos jogadores desta geração, a quem recomendou «união, amizade e trabalho em prol da equipa», identificando-os como fatores chave que conduziram a sua geração até à final no Mundial de 2011, lembrando que o torneio é curto e deve ser aproveitado ao máximo.

«À partida para a Colômbia, éramos uns perfeitos desconhecidos e, depois do Mundial, as diferenças foram abismais. Basta ver os clubes onde jogavam, aqueles que passaram a representar e nas condições contratuais em que o fizeram», sublinhou.

Caetano partilhou ainda as cautelas do selecionador Edgar Borges face à ausência de alguns históricos neste mundial, como o campeão em título Brasil, a Argentina, recordista de triunfos na prova (seis) ou a Itália, por considerar que, "à partida, as equipas que os eliminaram devem ser mais fortes", e elegeu a Espanha como principal candidata ao título.

Portugal estreia-se no Mundial de sub-20 na sexta-feira, frente à Nigéria, antes de defrontar a Coreia do Sul, três dias mais tarde, fechando a participação no Grupo B da fase final a 27 de junho, perante a seleção de Cuba.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.