O Egito soma 10 pontos e, após a vitória sobre a mesma Líbia na jornada anterior, reforça agora estatuto de líder. Carlos Queiroz estava muito satisfeito com a exibição, mas pediu mais golos por parte da sua equipa.

"A equipa jogou muito bem, sem dúvida. Penso que poderíamos ter marcado mais golos. Queríamos somar seis pontos nestes dois jogos contra a Líbia e agora vamos continuar esta corrida até ao fim do nosso grupo", disse o técnico.

"Parabéns aos jogadores e à equipa pelo trabalho fantástico. Este resultado só nos traz mais responsabilidade, para continuarmos a fazer o nosso trabalho. Há muito trabalho pela frente, até atingirmos o nível que pretendemos. Mas, mais uma vez, quero dar os parabéns a todos os jogadores, foram fantásticos no jogo. Ganhámos, marcámos bons golos, jogámos bom futebol, mas o desafio é continuar a melhorar", acrescentou.

O treinador português foi ainda questionado sobre a magia que trouxe à seleção africana num período tão curto.

"Não foi nada de mágico, esse espírito está no coração dos jogadores, que mostraram toda a sua liberdade e responsabilidade. Eles estão a gostar de jogar e de treinar. Vamos dar-lhes liberdade para que se possam expressar da melhor forma".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.