Centenas de adeptos vibraram na tarde de hoje em Coimbra com a vitória da seleção portuguesa por 3-2 sobre o Gana no Mundial2022 de futebol do Catar, mas não esperavam sofrer tanto nos minutos finais.

Na 'Fun Zone' instalada no piso superior do Mercado D. Pedro V, centenas de pessoas, sobretudo jovens, foram ao 'rubro' com os golos de Cristiano Ronaldo, João Félix e Rafael Leão.

“Estou uma pilha de nervos. Jogámos muito bem, mas fomos apertados no final”, disse à agência Lusa Carolina Marques, empregada do comércio, que aproveitou a folga para assistir ao jogo da seleção das 'quinas'.

Adepta fervorosa, esta jovem, de 25 anos, considerou que Portugal “esteve muito superior” ao adversário e que tem equipa para “chegar longe” neste campeonato do mundo.

Tudo sobre o Mundial2022: jogos, notícias, reportagens, curiosidades, fotos e vídeos

Para Miguel Serra, de 23 anos, Portugal “fez a sua obrigação”, mas acusou o selecionador Fernando Santos de “complicar as coisas”, sobretudo na substituição de Otávio.

“A substituição efetuada [entrada de William Carvalho] não era o que o jogo pedia”, considerou o estudante de medicina, natural de Águeda, lamentando que Portugal não arrisque mais e hoje não tenha sido “seguro” quando estava a vencer por 3-1.

Vestido a rigor, Félix Lemos considera-se um “maluquinho” pela seleção nacional e vibra com cada lance.

“Para a equipa que Portugal tem sofremos muito”, lamentou o entusiasta da equipa nacional, salientando que os jogadores estiveram bem, “mas a tática de Fernando Santos esteve mal”.

“Temos muito melhor equipa do que o Gana e só sofremos porque quisemos”, reiterou Félix Lemos, que não compreende como é que a seleção joga com quatro jogadores no meio-campo.

No público estavam também bastantes jovens brasileiros, cuja seleção joga a partir das 19:00, a torcer pela seleção portuguesa, como foi o caso de Igor Juca, de Fortaleza, que estuda direito em Coimbra.

“Esperava uma vitória, mas por outro resultado”, disse o jovem nordestino, que achou a equipa liderada por Fernando Santos “um pouco lenta, embora suficiente para chegar à vitória”.

Igor Juca considera que Portugal tem uma equipa “muito boa” e prevê que a formação lusitana “chegue longe” na competição, fazendo votos para uma final com o Brasil.

Também Helena Candeias, consultora imobiliária, que saiu mais cedo do trabalho para assistir ao jogo, esperava menos sofrimento na vitória sobre a seleção africana do Gana.

“Esperava que Portugal marcasse mais cedo, mas acredito na seleção e tenho esperança que vamos chegar longe na prova”, perspetivou.

O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos. Junte-se também a esta causa. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.