Granit Xhaka está sob investigação por alegado gesto obsceno na direção do banco da Sérvia, depois dos suíços terem eliminado a equipa dos Balcãs do Campeonato do Mundo.

Recorde-se que Xhaka também festejou com uma camisola com o nome Jashari, possivelmente uma referência a Adem Jashari, fundador do Exército de Libertação do Kosovo e que acabou assassinado em 1998. Contudo, Xhaka argumentou que era apenas uma referência ao colega Ardon Jashari.

O jogador do Arsenal é filho de albaneses que deixaram o Kosovo durante a Guerra.

Recorde-se que a Suíça mede, esta terça-feira, forças com Portugal em partida a contar para os oitavos de final do Campeonato do Mundo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.