Os futebolistas Hal Robson-Kanu, Rabino Matondo e Tyler Roberts foram dispensados dos trabalhos do País de Gales por terem “violado o protocolo”, anunciou hoje a federação galesa (FAW), um dia antes do embate com a República Checa.

“Hal Robson-Kanu, Rabino Matondo e Tyler Roberts abandonaram a concentração da seleção e regressaram aos seus respetivos clubes depois de terem violado o protocolo da federação. A FAW não fará mais comentários sobre esta situação”, lê-se num comunicado do organismo presidido por Kieran O'Connor.

Isto significa que os três jogadores vão falhar a receção de terça-feira à República Checa, em jogo do grupo E da fase de qualificação europeia para o Mundial2022.

De acordo com a imprensa britânica, Robson-Kanu, Matondo e Roberts não respeitaram a hora limite de regresso ao hotel em que a equipa estava instalada, depois de terem tido um dia de folga após o triunfo de sábado sobre o México (1-0), num particular.

Além destes três jogadores, o País de Gales não vai novamente contar com o selecionador Ryan Giggs, que está temporariamente afastado do comando da equipa por estar envolvido num caso de alegada violência doméstica. O adjunto Robert Page será novamente o técnico principal.

Os galeses iniciaram a campanha para estarem no próximo Campeonato do Mundo, que vai decorrer no Qatar, com um desaire por 3-1 na Bélgica.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.