O apelido Müller é sinónimo de goleador. Em 1970 e 1974, Gerd Müller afinava a pontaria para se tornar o maior goleador de todos os tempos da selecção alemã (Klose conseguiu alcançar neste Mundial a marca de 14 golos). E agora em 2010, surge Thomas Müller, de apenas 20 anos, que ofereceu cinco golos à Mannschaft. Empatado na frente com David Villa, Wesley Sneijder e Diego Fórlan, o jogador alemão foi escolhido por ter sido decisivo em três passes para golo dos seus companheiros.

Para Thomas Müller esta foi a estreia em Mundiais com a equipa principal da Alemanha, e logo coroado com duas distinções. Só em Março deste ano, num particular com a Argentina, pôde envergar pela primeira vez a camisola da selecção A alemã.

Ninguém diria que este goleador nato e com "pés de luxo" jogou na III divisão da Bundesliga até 2009. Só no ano passado entrou para a liga profissional, quando o Bayern de Munique o contratou, e se tornou profissional.

A coroa do rei dos golos continua em terras germânicas, com Müller a suceder a Miroslav Klose, que recebeu o título em 2006.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.