Os Países Baixos entraram com o pé direito no Mundial do Qatar, depois de baterem, esta segunda-feira, o Senegal por um 2-0, em partida a contar para a 1.ª jornada do grupo A.

Gakpto desbloqueou o marcador à passagem do minuto 84, num cabeceamento em antecipação, após cruzamento de Frenkie De Jong.

Já no tempo de compensação, ao minuto 90+9, Koulibaly rematou, Mendy não agarrou o esférico e Klaassen na recarga fez o 2-0.

Sobre o jogo

Acabou por ser um Senegal personalizado a defrontar uma laranja mecânica olhos nos olhos. Foi a equipa neerlandesa que entrou com tudo no jogo e poderia ter chegado à vantagem logo nos minutos iniciais. Gakpo, logo à passagem do minuto 4, tentou oferecer o golo a Bergwijn, mas o companheiro de equipa chegou atrasado.

Com uma boa circulação de bola, o Senegal tinha dificuldades em criar oportunidades de perigo, e era quase sempre a equipa orientada por Van Gaal a estar mais próxima da baliza adversária.

Ainda assim, na primeira parte os guardiões das duas equipas foram praticamente espectadores. No segundo tempo, o encontro permaneceu equilibrado, com a equipa dos Países Baixos mais perto da baliza defendida por Mendy.

Ao minuto 73´, foi o gigante neerlandês a impedir o golo do Senegal. Gana Gueye disparou de longe, mas Noppert opôs-se com uma boa estirada.

O jogo parecia amarrado e destinado ao empate, mas acabou por ser desbloqueado com dois golos apontados já na parte final da partida. Gakpo deu o mote e Klaassen fechou as contas, numa altura em que o Senegal estava já balanceado para o ataque.

Com este triunfo, os Países Baixos alcançaram na classificação o Equador, que venceu o Qatar no jogo inaugural por 2-0. No Grupo A, as duas equipas contam com três pontos, enquanto o Senegal junta-se ao Qatar nas últimas posições sem qualquer ponto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.