Otto Addo, selecionador do Gana, pediu desculpa depois das declarações após a derrota frente a Portugal. Na altura o técnico justificou a grande penalidade assinalada a favor da equipa das quinas devido ao estatuto de Cristiano Ronaldo.

"Primeiro que tudo, quero aproveitar este momento para me desculpar pelas declarações após o último jogo. Não quis ser deselegante e fui um pouco rude, mas estava muito transtornado e emotivo nesse dia, espero não ser multado por isso", disse o técnico em conferência de imprensa.

Sobre a partida frente à Coreia do Sul de Paulo Bento: "Não há pressão. É um privilégio estar aqui sentado e ser selecionador do Gana. Isso não é pressão. Pressão é pensar em ter o que comer no dia seguinte. É uma pressão diferente. Já demonstrámos que podemos competir de igual para igual, sem termos jogadores com tanta experiência. Esperamos fazer um bom jogo."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.