O selecionador croata Zlatko Dalic fez esta sexta-feira a antevisão da partida diante de Marrocos, no próximo sábado, às 15 horas, relativo à atribuição do terceiro e quarto lugar do Campeonato do Mundo. Apesar de ter falhado nova presença na final de um Mundial, a equipa croata encara a partida como muito importante.

"Para nós, é um jogo de grande importância, com vista a uma medalha. Temos muito respeito por Marrocos, que foi uma grande surpresa do torneio. Eles estão no mesmo estado de espírito que nós, é uma grande partida também para eles", afirmou Dalic.

A Croácia regressa ao jogo do terceiro e quarto lugar depois de em 1998 ter vencido os Países Baixos por 2-1 no Campeonato do Mundo realizado em França, um resultado que confirmou os croatas como equipa sensação da prova. Dalic recordou esse momento e defende que a partir daí o futebol croata evoluiu e espera que assim continue.

Tudo sobre o Mundial2022: jogos, notícias, reportagens, curiosidades, fotos e vídeos

"A geração de 1998 ganhou a primeira medalha para a seleção nacional. Foi um grande sucesso e um momento importante, porque o Mundo estava a conhecer a Croácia. Isso foi o início, as coisas mudaram desde então porque alcançámos um sucesso maior com a prata em 2018. Esperamos continuar com esta dinâmica", referiu o treinador dos balcânicos.

Croatas e marroquinos voltam a encontrar-se neste mundial, isto depois de já terem medido forças na fase de grupos, num jogo que terminou empatado a zero. Zlatko Dalic acredita que a partida de sábado será bem diferente, e reforça a ambição da Croácia em assegurar mais um pódio no Campeonato do Mundo.

"Era importante não perder o primeiro jogo, mas foi difícil. O jogo de amanhã será diferente. Algumas grandes equipas não chegaram às meias-finais e o terceiro lugar será disputado por equipas que não eram as favoritas. Estamos entre as quatro melhores equipas do Mundo, mas queremos mais", sublinhou o selecionador croata.

Croácia e Marrocos decidem o terceiro e quarto lugares do Campeonato do Mundo no próximo sábado, às 15 horas, no Estádio Khalifa, numa partida que será apitada por Abdulrahman Al-Jassim, do Qatar.

O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos. Junte-se também a esta causa. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.