José Eduardo Bettencourt sublinhou hoje, na comemoração dos 25 anos do núcleo sportinguista de Vila do Conde, que “nunca” será “um peso para o Sporting”, vincando no seu discurso a importância da união. “Estamos a viver momentos muito difíceis mas temos uma luz ao fundo do túnel. É necessário estarmos unidos”, disse o líder leonino, depois de ter lançado vários recados internos na sequência das demissões de Paulo Bento, Pedro Barbosa e Miguel Ribeiro Teles.

Bettencourt deixou elogios aos adeptos nortenhos, pedindo total apoio à equipa, que esta noite defronta o Rio Ave. “ Não podemos mudar a nossa sede social mas sabemos que contamos com o apoio das gentes do norte”, frisou.

O presidente elaborou ainda uma comparação entre o norte e o sul, frisando que “no norte é tudo mais rápido”:  “Entre os visigodos, os pais e as mães puxavam as orelhas aos filhos e resolviam tudo na hora. Com os mouros é diferente. É tudo mais lento, as coisas vão ardendo em lume brando.”
Ao lado de José Eduardo Bettencourt esteve também Dias Ferreira e o presidente da Mesa da Assembleia Geral aproveitou para se mostrar “inteiramente solidário” com as recentes críticas internas do presidente leonino.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.