A vida de Marco Silva no Everton está cada vez mais difícil. Apesar de o técnico português ter recebido um voto de confiança da direção a meio da semana, os pontos tardam em aparecer e os 'toffies' continuam perto dos lugares de descida. Esta tarde, perdeu frente ao surpreendente Leiceste por 2-1 no King Power Stadium , com o golo da derrota a surgir aos 94 minutos.

O lateral-direito Ricardo Pereira foi decisivo no lance, ao colocar a bola a deslizar entre os centrais e para a corrida de Iheanacho, que trocou as voltas aos defesas e rematou para o segundo golo do Leicester, aos 90+4.

O videoárbitro validou o lance, dando a vitória à equipa da casa, para desconsolo de Marco Silva, que viu o Everton estar a vencer e acabou derrotado

No jogo, da 14.ª jornada, o internacional brasileiro Richarlison tinha adiantado o Everton, com um cabeceamento de rompante, aos 23 minutos, após lance de contra-ataque.

No segundo tempo, o Leicester, que contou com o lateral português no onze e em grande plano, chegou ao empate pelo goleador Jamie Vardy aos 68 minutos, a concluir ao segundo poste uma jogada do nigeriano Kelechi Iheanacho.

Já nos descontos, vai surgir o golo da vitória do Leicester. O português Ricardo Pereira lançou o nigeriano Kelechi Iheanacho, este correu para a baliza e bateu Pickford. O árbitro auxiliar marcou fora de jogo mas o vídeo-árbitro validou o lance, já que Iheanacho estava em posição regular por... dois centímetros.

Festa rija no No King Power Stadium, num jogo onde Ricardo Pereira voltou a fazer uma excelente exibição, coroada com uma assistência.

O Leicester assumiu a vice-liderança da Liga inglesa, beneficiando do empate no sábado do Manchester City, em casa do Newcastle (2-1), com o bicampeão inglês a cair para terceiro, a 11 pontos do líder Liverpool. Os 'foxe' são segundos  com 32 pontos, menos oito que o Liverpool e mais três que o Manchester City, segundo colocado.

Já o  Everton mantém-se no 17.º posto com 14 pontos em 14 jogos: quatro vitórias, dois empates, oito derrotas.

United volta a desperdiçar pontos

No outro jogo deste domingo, o Manchester United não foi além de um empate a duas bolas, na receção ao Aston Villa, equipa  que voltou à Liga esta época, proveniente do ‘Championship’, a segunda divisão inglesa. Os ‘red devils’ continuam sem contar com os lesionados Pogba, Matic, Bailly, Rojo ou o português Diogo Dalot.

Um golaço de Jack Grealish deu vantagem aos 'villans' aos 11 minutos mas, aos 42 minutos, chegou o empate dos 'red devils', numa infelicidade de Tom Heaton que fez autogolo.

Aos 64, o defesa ex-Benfica, Viktor Lindelof fez o 2-1 mas o Aston Villa voltou a empatar aos 66 por Tyrone Mings.

O clube inglês mais vezes campeão e que está ‘afundado’ no nono lugar. Na última época, Solskjaer substituiu José Mourinho – que, entretanto, assumiu em novembro o Tottenham -, mas o United continua longe dos seus tempos de glória e domínio no futebol inglês, dividido entre Liverpool e City.

Com o empate, o Manchester United subiu ao 9.º lugar com 19 pontos, o West Ham é 13.º com 16.

Arsenal soma oitavo jogo consecutivo sem ganhar

Nos jogos deste domingo, o Arsenal somou o oitavo jogo consecutivo sem vencer, ao empatar com o Norwich (2-2), dois dias depois de despedir o treinador Unai Emery, numa ronda da Liga inglesa de futebol em que o Wolverhampton também empatou.

Com o ‘adjunto’ sueco Fredrik Ljungberg no banco, os ‘gunners’ estiveram por duas vezes em desvantagem neste jogo da 14.ª ronda e só não saíram derrotados da visita a Carrow Road muito devido à exibição do guarda-redes alemão Bernd Leno.

O Norwich, 19.ª e penúltimo no campeonato, marcou por Pukki, aos 21 minutos, e Cantwell, aos 45+2, enquanto no Arsenal foi Aubameyang que bisou, no primeiro golo numa grande penalidade repetida, por invasão da área, aos 29, e depois aos 57.

A equipa londrina, que ainda não anunciou substituto para Unai Emery, apenas Ljungberg como interino, ocupa o oitavo lugar, a distantes 21 pontos do líder Liverpool, que no sábado venceu em casa o Brighton (2-1).

Também hoje, o Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, não conseguiu bater o Sheffield United, equipa, tal como o Norwich, proveniente do ‘Championship’, ao empatar em casa a 1-1, num jogo em que até esteve a perder.

Wolves empata

Com os portugueses Rui Patrício, João Moutinho, Rúben Neves e Diogo Jota a titulares, e Pedro Neto e Rúben Vinagre no banco, os ‘wolves’ estiveram em desvantagem em mais de metade do jogo, depois de Mousset marcar logo aos dois minutos para o Sheffield.

Depois, valeu o melhor marcador do Wolverhampton, o mexicano Raul Jiménez, ao cruzar largo aos 64 minutos, para Doherty surgir ao segundo poste e fazer o 1-1, dando um ponto aos ‘wolves’, sextos, com os mesmos pontos do Tottenham (quinto).

*Artigo corrigido e atualizado. O Manchester United jogou com o Aston Villa e não com o West Ham, como erradamente estava referido anteriormente. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.