Um adepto do Manchester City foi hoje banido dos estádios de futebol por cinco anos, por insultos racistas ao jogador Raheem Sterling, no decorrer de um jogo dos ‘citizens’, em 2018.

Em dezembro de 2018, no encontro entre o City e o Bournemouth, Ian Baldry, de 58 anos, insultou Sterling no momento em que o avançado foi festejar, junto às bancadas, o golo que tinha acabado de marcar.

Na altura, o adepto foi detido e acusado de racismo, depois de outros adeptos presentes no estádio do Manchester City terem relatado a ocorrência às autoridades policiais, sendo que o próprio Ian Baldry confessou, em setembro do ano passado, as ofensas de que foi acusado.

Além da sanção por cinco anos, o adepto do conjunto em que alinham os internacionais portugueses Bernardo Silva e João Cancelo foi condenado a realizar 200 horas de serviço comunitário e a pagar 170 libras (cerca de 200 euros) pelas custas judiciais do processo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.