Num dia em que Liverpool e Manchester United perderam, os "gunners" não se deixaram surpreender, apesar do Hull ainda ter falhado uma grande penalidade quando o resultado estava em 1-0.

O Arsenal, que é agora terceiro da Liga a dois pontos de Manchester United, inaugurou o marcador aos 45 minutos por Denilson.

Já na segunda metade o ex-benfiquista Geovanni falhou uma grande penalidade para o Hull City, aos 56 minutos, e os "gunners" voltaram a marcar aos 59, por Eduardo, e aos 80, por Diaby.

A equipa comandada por Arséne Wenger vai defrontar o FC Porto a 17 de Fevereiro no Estádio do Dragão e a 09 de Março no Emirates Stadium, na eliminatória da "Champions".

Ao início da tarde o Manchester United sofrera a quinta derrota da época na Liga, ao perder 3-0 em casa do Fulham, e poderá ver o Chelsea distanciar-se na frente da classificação.

A 18.ª jornada teve um início aziago para os "grandes", com o Liverpool uma vez mais em apuros, agora com uma derrota no terreno do Portsmouth (2-0) e num jogo em que a equipa de Benitez terminou com dez jogadores após expulsão de Mascherano.

Um vendaval de golos teve lugar no terreno do Manchester City, onde ao intervalo já se tinham marcado cinco golos, com 3-2 frente ao Sunderland.

No segundo tempo mais dois, um para cada lado, colocou o marcador num final 4-3, um resultado que acabaria por ser insuficiente para manter o treinador Mark Hughes, que será rendido pelo italiano Roberto Mancini.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.