O Arsenal foi a equipa europeia que proporcionou maiores receitas de bilheteira na época 2014/15, num ‘top 10’ que inclui cinco clubes da Inglaterra, dois espanhóis e alemães e um francês.

Mesmo sem ser campeão inglês desde 2004, o Arsenal tem no Estádio Emirates, inaugurado em 2006, uma ‘máquina de fazer dinheiro’, que na época em questão proporcionou 130 milhões de euros.

O estudo anual da Deloitte sobre os clubes mais ricos revela que os 60.000 lugares do Emirates, a norte de Londres, renderam cerca de 30 por cento das suas receitas anuais, estimadas em 435,5 milhões de euros.

Muito perto, o Real Madrid arrecadou 129,8 milhões, num ‘pódio’ que conta ainda com o seu principal rival, o FC Barcelona, com 116,9.

Os catalães estão ligeiramente acima do Manchester United, agora treinado por José Mourinho, que completa o quarteto com mais de 100 milhões, nomeadamente com 114.

Abaixo dos 75 milhões do Liverpool, oitavo da lista, fica o Manchester City, com 57 e o Borussia Dortmund, com 54,2.

A agência Lusa tentou obter dados relativamente aos principais clubes de Portugal, mas não foi possível obter essa resposta por parte da Deloitte Portugal.

Lista dos 10 estádios mais rentáveis da Europa (em milhões de euros)

1. Emirates (Arsenal): 132.

2. Santiago Bernabeu (Real Madrid): 129,8.

3. Camp Nou (FC Barcelona): 116,9.

4. Old Trafford (Manchester United): 114.

5. Stamford Bridge (Chelsea): 93,1.

6. Allianz Arena (Bayern Munique): 89,8.

7. Parque dos Principes (Paris Saint-Germain): 78.

8. Anfield Road (Liverpool): 75.

9. Etihad (Manchester City): 57.

10. Signal Iduna Park (Borussia Dortmund): 54,2.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.