O técnico francês, o treinador que mais tempo permaneceu no comando de uma equipa do Arsenal, chegou aos “Gunners” em 1966 e ao serviço do clube conquistou três títulos da Primeira Liga e duas edições da Taça de Inglaterra.

“O meu coração pertence ao Arsenal e o meu desejo é ver esta equipa ganhar troféus. O meu compromisso e a minha motivação são tão fortes e renovadas como sempre”, disse Wenger, de 60 anos, citado pelo site oficial do clube na Internet.

Wenger, que assim ficará pelo menos 18 anos no Arsenal, afirmou que assinar um novo contrato significa poder ver o “talentoso grupo de jogadores” às suas ordens “alcançar o seu potencial”, acrescentando: “Acreditem em mim quando digo que estão preparados para conseguir resultados”.

Sob o seu comando, o Arsenal conquistou mesmo duas “dobradinhas”, em 1998 e 2002, mas nunca mais festejou qualquer título desde o sucesso na Taça de Inglaterra de 2005.

O presidente do Arsenal, Peter Hill-Wood, considerou que Wenger “transformou com mestria” o clube londrino, afirmando: “O futebol excitante e dominador que jogamos sob a sua supervisão é admirado em todo o Mundo”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.