Bruno Fernandes tem-se revelado uma peça fundamental, tanto no Manchester United como na seleção portuguesa. O médio português terminou o ano de 2020 como o quarto jogador com mais minutos disputados em todo o mundo, atrás de Harry Maguire, Rúben Dias e Lionel Messi.

Em entrevista concedida, e publicada esta quinta-feira, aos canais oficiais do Manchester United, Fernandes reagiu com humor: "Não estou feliz. Tenho de dizer ao treinador 'Quero ser o primeiro'".

"Claro que é muito importante jogar. Quantos mais jogos e minutos tens, mais confiança tens. É sempre assim. Sinto confiança da equipa técnica e do treinador. Para mim, é muito importante, faz parte da forma como me estou a adaptar", continuou.

"Sinto a confiança do treinador quando diz 'Preciso de ti, quero que jogues e vou dar-te oportunidades'. Quando olhas para os minutos que tive esta época, partem dessa confiança, e quero retribuir ao clube", acrescentou.

Bruno Fernandes escolheu ainda o jogo diante do West Ham (3-1), disputado a 5 de dezembro, como "um dos melhores" ao serviço do Manchester United.

"Gostei muito daqueles 45 minutos do jogo com o West Ham fora de casa. Penso que entrei em campo com a mentalidade certa e em boa forma. Tudo foi perfeito e conseguimos reverter o resultado de 0-1 para 3-1. Foi um dos meus melhores jogos também porque servi os meus avançados, apesar de eles não marcarem. Outra vez o Rashford (risos)", explicou Bruno Fernandes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.