Os ‘citizens’, com o médio português a titular, bem como o central Rúben Dias, viram-se a perder ainda na primeira parte, temendo o pior e quando a equipa de Pep Guardiola se apresentava sem vencer há quatro jogos.

Os empates com Chelsea, Liverpool e Tottenham e a derrota com Aston Villa atiraram os campeões para um ‘distante’ quarto lugar, com a equipa sob pressão dos resultados e sem o goleador Erling Haaland, de fora devido a lesão.

O treinador Pep Guardiola explicou que o norueguês, melhor marcador da ‘Premier’ (14 golos e quatro assistências) tem um problema ósseo num pé, podendo vir a falhar mais do que o jogo de hoje.

Em Luton, o receio pairou sobre os ‘citizens’, quando Adebayo adiantou a equipa da casa aos 45+2, numa cabeçada fulminante, e apenas no segundo tempo, já na última meia hora, é que a formação de Manchester conseguiu reverter a situação.

O internacional luso Bernardo Silva liderou a ‘remontada’, ao fazer o 1-1 aos 62 minutos, e poucos minutos depois, com o Luton a acusar o empate e a atravessar o pior momento do jogo, foi Jack Grealish a fazer o 2-1.

O triunfo mantém o City na quarta posição, a quatro pontos de Liverpool, três de Arsenal (segundo) e dois de Aston Villa (terceiro), seguido de Tottenham (quinto) e que ainda hoje recebe o Newcastle (sétimo).

A jornada foi incrível para o Fulham, de Marco Silva e João Palhinha, com nova mão cheia de golos.

A equipa londrina, que tinha goleado por 5-0 o Nottingham na última jornada, repetiu hoje a dose, mas diante do ainda mais difícil West Ham, num jogo que lhe permitiu subir do 14.º para o 10.º lugar.

Raul Jiménez (22 minutos), a passe de Palhinha, Willian (31), Adarabioyo (40), Harry Wilson (60) e Carlos Vinicius (89), construíram a goleada do Fulham.

Em outro jogo da tarde, o Everton continua a tentar subir na tabela, depois de penalizado com menos 10 pontos, e hoje somou a terceira vitória consecutiva, em jogo em que derrotou em casa o Chelsea (2-0).

Com o avançado português Beto em campo a partir dos 67 minutos, os ‘toffees’ garantiram a vitória com golos de Doucoure (54 minutos) e Dobbin (90+2).

Ainda hoje, o Tottenham recebe o Newcastle em jogo que encerra a 16.ª jornada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.