“Os jogadores devem saber o que eu quero se querem manter-se ao meu lado. A camisola de Inglaterra é muito importante e para mim esse é um dos pontos essenciais sobre o qual vamos falar. Têm que saber a importância de se comportarem bem quando representam o seu país”, explicou o italiano ao jornal inglês Daily Miror.

O seleccionador inglês deixou, no entanto, claro que não se mete na vida pessoal dos seus jogadores, a não ser quando isso afecta a equipa. “[Os escândalos] não me preocupam, não é o meu trabalho, apesar de ler uma montanha de coisas”, admitiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.