O capitão do Aston Villa, o futebolista Jack Grealish, foi hoje oficialmente acusado pela justiça britânica de ter batido com o seu carro em vários veículos que estavam estacionados e de ter abandonado o local.

Tudo aconteceu em 29 de março, em Birmingham, numa altura em que o Reino Unido estava em estado de isolamento, devido à pandemia da covid-19.

Nesse dia, a polícia de West Midlands divulgou que estava a investigar um incidente, em que um condutor bateu em carros que estavam estacionados, tendo depois largado o veículo e abandonado o local a pé.

Nas horas seguintes, algumas fotografias e vídeos surgiram nas redes sociais, alegadamente tiradas e filmadas no dia do incidente, em que Grealish aparece de chinelos nas ruas de Birmigham e aparentemente embriagado.

Jogador do Aston Villa pede desculpas e diz-se envergonhado após furar quarentena e bater com o carro
Jogador do Aston Villa pede desculpas e diz-se envergonhado após furar quarentena e bater com o carro
Ver artigo

Hoje, a justiça britânica oficializou a acusação ao médio inglês de 24 anos, que, entretanto, já confirmou ser ele o responsável pelo episódio. Grealish vai ser ouvido em tribunal em 25 de agosto.

Nas redes sociais, o capitão do Aston Villa explicou que recebeu um telefonema de um amigo e que resolveu ir ter com ele, numa altura em que estava proibido de o fazer, pelo seu próprio clube, devido ao surto do novo coronavírus.

“É um episódio profundamente embaraçoso. Peço desculpa pelo sucedido. Cometi um erro e estou aqui a admitir, para que outros não façam o mesmo que eu”, disse.

De acordo com a imprensa britânica, Grealish terá ido a uma festa na casa de Ross McCormack, também futebolista (atualmente sem clube) e seu antigo colega de equipa no Aston Villa.

Também segundo os media locais, este incidente ocorreu apenas um dia depois de Grealish ter colocado um vídeo nas redes sociais a pedir aos adeptos para ficarem em casa e cumprirem as regras do isolamento.

Entretanto, o médio já foi punido pelo Aston Villa, mas o clube de Birmingham não divulgou o valor da multa. Mesmo assim, no regresso da Premier League, na quarta-feira, o jogador foi titular na sua equipa e manteve a braçadeira de capitão.

Grealish fez toda a sua carreira no Aston Villa, desde os escalões de formação, e tem sido apontado como possível reforço do Manchester United na próxima temporada. O médio leva 27 jogos e sete golos marcados nesta edição da Premier League.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.