Carlos Carvalhal enfrenta uma fase menos positiva ao serviço do Swansea, levando seis jogos consecutivos sem vencer. A derrota frente ao Chelsea este sábado complica as contas para a manutenção da equipa galesa, mas o treinador português recusa baixar os braços.

"O Chelsea teve uma situação e marcou, mas jogámos melhor. Merecíamos mais, pelo menos um ponto, porque tivemos oportunidades, mas a bola não entrou. Quando cheguei estávamos a cinco pontos [do 17.º posto - primeiro acima dos lugares de descida]. Todos falavam em milagres, se dissesse que estaríamos a lutar até ao fim ninguém acreditaria, mas agora só dependemos de nós. Está nas nossas mãos e vamos fazer o nosso trabalho", começou por dizer Carvalhal.

"Com que equipas perdemos desde que cheguei? Tottenham, Manchester City, Manchester United, estes dois fora, agora o Chelsea, quatro grandes equipas, e ainda o Brighton. Ganhámos pontos contra os outros todos, incluindo candidatos ao título [Arsenal e Liverpool]", acrescentou o treinador português Carvalhal.

Com três jogos pela frente contra adversários diretos na luta pela permanência - Bournemouth, Southampton e Stoke City - Carvalhal ressalva que acredita que o Swansea será capaz de se manter na Premier League.

"Por causa da Taça tivemos um calendário difícil, vínhamos de quatro jogos fora nos últimos cinco, agora vamos ter dois em casa e um fora e, se continuarmos a jogar como hoje [sábado] vamos de certeza fazer os pontos para ficar [na Premier League]", afirmou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.