O Chelsea não foi além de um empate sem golos frente ao Brighton em Stamford Bridge, em jogo da 32.ª jornada da Premier League. Numa partida marcada pelos fortes protestos por parte dos adeptos junto ao estádio antes do encontro, em virtude da presença do Chelsea na Superliga Europeia e que, por isso, começou com um atraso de 15 minutos, os 'blues' não conseguiram mais do que um ponto que, ainda assim, garantiu a subida ao quarto lugar.

O conjunto londrino mostrou-se pouco eficaz no capítulo da finalização, não conseguindo concretizar nenhuma das ocasiões de golo que criou e viu o Brighton ficar mesmo muito perto da vitória em cima do apito final, com Danny Welbeck a rematar à trave numa altura em que os visitantes estavam já reduzidos a dez jogadores.

A igualdade, porém, chegou ao Chelsea para igualar o West Ham no quarto posto, com 54 pontos, mas falhou o assalto ao terceiro lugar, ocupado pelo Leicester. Já o Brighton segue no 16.º posto.

No final da partida, Thomas Tuchel, treinador do Chelsea, afirmou que a sua equipa ficou afetada com toda a polémica em redor da participação na Superliga Europeia e que isso acabou por ter impacto no desempenho dos seus jogadores e no resultado do jogo.

"Eu estava afetado e acho que os jogadores também estavam. Não falámos de mais nada a não ser da Superliga Europeia antes do jogo. Foi assim. Temos de aceitar esta distração. Tentámos criar uma atmosfera que permitisse ganhar o jogo, mas não conseguimos" referiu em declarações à BBC.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.