Os ingleses do Chelsea foram os grandes animadores no fecho do mercado de inverno de futebol, ao desembolsarem um total de 83 milhões de euros pelo espanhol Fernando Torres e pelo brasileiro David Luiz nas últimas horas.

Num mercado que esteve muito pouco animado nos seus primeiros dias, o Chelsea, actual campeão inglês, fez um "forcing" de última hora na segunda-feira e, de uma assentada, reforçou a frente de ataque e a defesa, dando ao treinador Carlo Ancelotti motivos para atacar pelo menos a Liga dos Campeões com outros argumentos.

Depois de várias tentativas goradas de aquisição, o Chelsea fez finalmente uma proposta considerada irrecusável pelo Liverpool, ao oferecer 58,2 milhões de euros por Fernando Torres, tendo ainda satisfeito as exigências do Benfica e comprado o defesa central David Luiz por um valor anunciado de 25 milhões de euros.

O "ataque" de última hora dos "blues" não apanhou os "reds" desprevenidos, que imediatamente anunciaram as aquisições do avançado Andy Carroll, uma jovem promessa inglesa comprada ao Newcastle por 40,7 milhões de euros, e do avançado uruguaio Luiz Suarez, vendido pelos holandeses do Ajax Amesterdão por 26,7 milhões.

Pelo meio, outra equipa inglesa foi a responsável pelo terceiro negócio mais caro deste defeso, com o Manchester City a adquirir o avançado bósnio Dzeko aos alemães do Wolfsburgo por 35 milhões de euros.

Estas mexidas, principalmente a resposta pronta do Liverpool ao negócio Fernando Torres, atiraram a transferência de David Luiz para o quinto lugar em termos de valores absolutos - o Benfica garantiu ainda os direitos do médio sérvio Matic, avaliado em cerca de cinco milhões.

Antes das movimentações de última hora, o negócio entre o Benfica e o Chelsea era o único que animava o mercado, tendo os "encarnados" se mantido firmes na tentativa de extrair o máximo, garantindo os 25 milhões, além de Matic e ainda um jogo a realizar no estádio da Luz, com a receita a reverter para o clube lisboeta.

Mais uma vez, as transferências mais caras foram as dos avançados, que ocuparam os quatro primeiros lugares do "pódio", enquanto David Luiz foi o primeiro não avançado, surgindo no quinto posto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.