O Chelsea ainda não fechou a hipótese de propor a extensão do contrato ao seu capitão John Terry, que anunciou que iria deixar o clube londrino no final da época, revelou hoje um porta-voz do campeão de futebol inglês.

John Terry, de 35 anos, anunciou no domingo que iria deixar o Chelsea no final da época, na altura em que expira o atual contrato, dado o clube não lhe ter manifestado o interesse na sua renovação.

Os responsáveis do clube londrino esclareceram entretanto que John Terry foi informado que, de momento, a oferta de um novo contrato não está a ser equacionado, mas não descartam que essa possibilidade possa vir a ser tomada nos próximos meses.

“Ele é um fantástico quadro do Chelsea e um soberbo capitão e, por isso mesmo, o clube mantém em aberto a via do diálogo”, refere o porta-voz, acrescentando que o jogador merece o máximo respeito e consideração por tudo o que fez em Stamford Bridge.

O histórico capitão John Terry, que soma até ao momento 696 jogos pelo clube londrino, já manifestou desagrado por considerar que “não haverá um final feliz no seu conto de fadas no Chelsea”.

O seu ex-colega de equipa Frank Lampard já lhe prestou tributo nas redes sociais, postando uma fotografia no Instagram acompanhada da referência “capitão, lenda, Chelsea, vencedor, johnterry.26”.

O francês Kurt Zouma, seu atual colega no eixo defensivo do Chelsea, manifestou-se já surpreendido com a possível saída de Terry no final da época, considerando que ele ainda pode jogar ao mais alto nível por mais um ano ou dois anos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.