O Manchester City pediu hoje desculpas ao treinador do Manchester United Alex Ferguson, depois do futebolista argentino Carlos Tevez ter usado um cartaz em que gozava com o técnico escocês.

«R.I.P (descansa em paz) Fergie» podia ler-se no cartaz que ostentava Tevez no autocarro onde seguia o plantel do Manchester City, equipa que se sagrou no domingo campeã inglesa, depois de um jejum de 44 anos, viatura que percorreu as ruas de Manchester, onde mais de 100.000 pessoas saíram à rua para celebrar.

No comunicado, o clube inglês pede desculpas, escrevendo: «A criação de material de gosto duvidoso é só por si de se repreender e, ao aceitá-lo e ao brandi-lo, Carlos cometeu um significativo erro de julgamento. O clube deseja expressar as suas mais sinceras desculpas a Sir Alex Ferguson e ao Manchester United Football Club por qualquer ofensa ou caso causados».

Tevez protagonizou uma rara transferência, ao sair do United para o City em 2009, depois de ter manifestado a sua insatisfação por jogar pouco nos "red devils", orientados por Ferguson.

«Deixei-me levar com a excitação do momento e certamente não queria faltar ao respeito a Sir Alex Ferguson, pessoa que eu admiro como homem e treinador», disse Tevez.

O incidente ocorreu num final de uma época tormentosa para Tevez, que esteve vários meses na Argentina devido a uma disputa com o City, tendo sido reintegrado na equipa na fase final da temporada.

No domingo, o City sagrou-se campeão inglês ao vencer em casa do Queens Park Rangers por 3-2, num fin al de jogo empolgante, tendo superado o Manchester United, segundo classificado com os mesmos pontos do seu rival citadinp, na diferença de golos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.