De acordo com dados disponibilizados pela Premier League, o Manchester City, a entidade que mais investiu em novas contratações na presente época (150 milhões de libras, 163 milhões de euros), foi também a que mais dinheiro libertou para os agentes intervenientes nas transferências: Cerca de 13 milhões de libras (14,2 milhões de euros).

Do montante investido em jogadores pelo City, destaque para os 25 milhões de libras (27 milhões de euros) gastos na contratação do togolês Emmanuel Adebayor (ex-Arsenal) e os 22,5 milhões de libras (24 milhões de euros) pelos serviços de Joleon Lescott.

O director financeiro do clube, Graham Wallace, disse ao site do clube que "os gastos para adquirir jogadores para a presente temporada não têm precedentes" mas o City queria "reconstruir o plantel", reconhecendo ser "improvável que o nível de despesa volte a repetir-se".

O Chelsea foi o segundo clube com mais despesas na aquisição de jogadores na primeira liga inglesa, com 9,5 milhões de libras (10,3 milhões de euros), enquanto Burnley foi que menos dinheiro gastou em transferências.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.