Os clubes da Liga inglesa de futebol vão ter ainda de "ultrapassar vários obstáculos" para que seja retomada a competição, interrompida devido à pandemia de COVID-19, admitiu hoje a vice-presidente do West Ham.

"Há vários obstáculos a ultrapassar e muitos compromissos para serem assumidos. Qualquer decisão terá de ser justa e respeitar a integridade da prova", escreveu Karren Brady, num artigo de opinião publicado no jornal britânico The Sun, depois de na sexta-feira os 20 emblemas da 'Premier League' se terem reunido.

Nessa reunião, os clubes foram informados de que os 92 jogos que faltam realizar esta época poderão vir a ser disputados em terreno neutro, uma medida preventiva que ainda está "sujeita à aprovação do governo e das autoridades competentes", adiantou a dirigente do West Ham, no qual alinham os portugueses Gonçalo Cardoso e Xande Silva.

O Reino Unido, com 27.510 mortos e mais de 177 mil casos de covid-19, segundo os dados mais recentes, é um dos países mais afetados do mundo, apenas superado em número de mortes pelos Estados Unidos e por Itália.

Portugal juntou-se a Alemanha, Inglaterra, Espanha e Itália entre os países que ensaiam o regresso dos campeonatos nacionais, ao contrário do ocorrido em França e nos Países Baixos, que cancelaram estas competições.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou quase 239 mil mortos e infetou mais de 3,3 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.023 pessoas das 25.190 confirmadas como infetadas, e há 1.671 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.