Nuno Espírito Santo encontra-se sob a alçada disciplinar da A Federação Inglesa de Futebol (FA). O organismo revelou que foi o técnico português do Wolverhampton foi formalmente acusado de ter violado uma regra da prova por culpa de comentários efetuados em relação ao o trabalho do árbitro Lee Mason na derrota por 2-1 sofrida ante o Burnley.

"O árbitro não esteve à altura de um jogo da Premier League. É um problema que já tivemos antes com Lee Mason. Não se trata de um erro crucial ou das decisões, mas da forma como dirige o jogo. Os jogadores ficam nervosos, ele apita em função dos barulhos feitos pelos jogadores. Estamos a falar de uma das melhores competições do mundo, mas este árbitro não tem qualidade para a apitar", apontou Nuno Espíririto Santo na altura.

Estas palavras foram, então, vistas pela FA como ofensas pessoais a Lee Mason, indo contra uma das regras do regulamento discplinar da prova, pelo que o treinador dos Wolves, atuais 12.º classificados da Preier League, irá agora até 5 de janeiro ter de responder a esta acusação.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.