O futebolista italiano Patrick Cutrone está de regresso ao Wolverhampton, depois de estar cedido quase um ano, desde janeiro de 2020, aos italianos da Fiorentina, informou hoje o clube inglês.

“O avançado Patric Cutrone foi chamado pelos ‘wolves’”, refere o clube, explicando que termina assim a cedência à Fiorentina, equipa pela qual o jogador fez 34 jogos nos últimos 12 meses, e marcou cinco golos.

O Wolverhampton, treinado por Nuno Espírito Santo e que no plantel conta com nove jogadores portugueses, tem tido algumas dificuldades no ataque, especialmente devido à ausência de Raúl Jiménez, com uma lesão grave desde o final do novembro.

O internacional mexicano, antigo jogador do Benfica, sofreu uma fratura no crânio, depois de um choque no jogo com o Arsenal, e teve de ser operado, tendo o Wolverhampton indicado que ainda é longa a recuperação.

Os ‘Wolves’ informaram na quarta-feira que o avançado já se encontra a realizar exercícios físicos, depois da grave lesão, e que está tudo “a correr bem”, mas que Raúl Jiménez “tem ainda um longo caminho a percorrer”.

Com a principal referência do ataque de baixa, o clube viu ainda lesionar-se o português Daniel Podence, que contraiu uma lesão muscular frente ao Manchester United, em 29 de dezembro de 2020, e a mesma “demorará algumas semanas a resolver”.

Um cenário que deixa cada vez menos alternativas no ataque para Nuno Espírito Santo, com Fábio Silva, de 18 anos, a ser chamado com frequência desde a lesão de Jiménez, entrando nos últimos oito jogos na Liga, quatro dos quais a titular, tendo um golo.

Desde a lesão do mexicano, os 'wolves' têm apenas duas vitórias em oito jogos, e nove golos marcados.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.