A relação entre o treinador adjunto da seleção da República da Irlanda e José Mourinho nunca foi das melhores, especialmente desde que o técnico português tentou cumprimentar Roy Keane antes do apito final de um jogo entre Chelsea e Aston Villa, algo visto como um insulto por parte do antigo jogador do Manchester United.

Em declarações à estação de televisão britânica ITV, onde é comentador habitual, o atual técnico adjunto da seleção irlandesa não perdeu a oportunidade para lançar uma provocação a José Mourinho depois do empate em Paris para a Liga dos Campeões.

Na véspera do jogo com o Paris Saint-Germain, José Mourinho tinha dito que o Chelsea já era uma "grande equipa", algo classificado como sendo um "disparate" por parte de Roy Keane após ter assistido ao embate com o clube parisiense.

"Acho que o Chelsea tem potencial para ser uma grande equipa. Mourinho é, claramente, um grande treinador, mas esse estatuto tem de ser consolidado com troféus. Por isso, dizer que são uma grande equipa nesta altura é um disparate", começou por dizer Keane na condição de comentador.

"Aquilo não foi um bom desempenho. Defensivamente, o Chelsea esteve muito mal", acrescentou o técnico irlandês.

"A tarefa mais difícil é construir uma grande equipa e nós já somos uma grande equipa. Fizemos o trabalho duro e agora trata-se apenas da imprevisibilidade do futebol", tinha dito José Mourinho antes do jogo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.