Arsène Wenger está há quase 15 anos à frente do Arsenal e não há memória, pelo menos nos últimos anos, de um arranque tão mau de uma das equipas inglesas sempre candidata ao título.

«É terrível! A equipa mostra vontade, mas não é possível sofrer o número de golos que já sofremos [14 em cinco jogos]. Não conseguimos concentrar-nos na defesa durante 90 minutos para ganharmos jogos como o de hoje», frisou o técnico francês, que somou esta tarde a terceira derrota em cinco jogos, frente ao Blackburn (4-3).

Quanto ao seu futuro, e ainda que sublinhe que «é importante obter bons reultados rapidamente», não se mostra preocupado. «Resta-me concentrar naquilo que sei fazer e dar o meu melhor pelo clube».
Os gunners são 12º classificados, com apenas quatro pontos somados, e já a oito pontos dos líderes de Manchester, United e City, que poderão aumentar a vantagem já que jogam este domingo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.