A onda dos efeitos económicos da paragem das competições continua a aumentar sobre os clubes e a Premier League não é exceção.

De acordo com a BBC, mesmo que a Premier League seja retomada os emblemas ingleses poderão ter de devolver mais de 380 milhões de euros em direitos televisivos quer a operadores ingleses quer ao internacionais.

Isto porque segundo as operadoras dos jogos não irão decorrer da forma como estava prevista - com adeptos no estádio e à hora original.

Um valor que só poderá aumentar caso a temporada seja reduzida ou as despromoções descartadas, segundo foram avisados os clubes esta segunda-feira em reunião com a 'Premier'.

A Premier League foi suspensa em 13 de março, quando estavam decorridas 29 jornadas.

O Liverpool, que não vence a prova desde 1990, lidera o campeonato de forma isolada e com larga vantagem sobre a concorrência.

Portugal, tal como a Alemanha, vai retomar o campeonato este mês, enquanto Inglaterra, Espanha e Itália ainda ensaiam o regresso das competições, sem data marcada. Países Baixos e França já cancelaram os respetivos campeonatos de futebol, devido à pandemia de covid-19.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 283 mil mortos e infetou mais de 4,1 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Quase 1,4 milhões de doentes foram considerados curados.

O Reino Unido regista 32.065 mortos e mais de 222 mil casos de infeção confirmados.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.