Em entrevista à Sky Sports, Eriksson mostrou o seu desagrado pela saída do antigo internacional inglês, pois contava com ele para liderar a equipa: "Eu estou muito desapontado, muito mesmo, Nós assinámos contrato com ele e pensávamos que o teríamos por muito, muito tempo. Ele seria um jogador muito importante para nós, mas é assim a vida. Ele não gostou do clube e foi-se embora.

Sobre as razões que o levaram a sair do Notts County, o sueco diz que ainda hoje não as conhece na realidade: "As verdadeiras razões eu não sei na verdade. Ele não gostou do campo de treino, do balneário, coisas desse génerio. Mas ele já sabia como as coisas eram antes, nós mostramos-lhe tudo antes dele assinar".

Apesar da saída de Sol Campbell, o dirigente do clube assegura que nada vai mudar relativamente ao rumo traçado para o futuro do clube britânico, actualmente na 4ª divisão inglesa: "O projecto é o mesmo, nós estamos tristes pela sua saída, mas nada mudou. Eu não vou deixar o clube".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.