A direção do Everton convocou uma reunião de emergência após a derrota de sábado, por 2-1, frente ao aflito Norwich, e acabou por decidir-se pela demissão do treinador Rafael Benítez.

A derrota ante o Norwich deixou o Everton apenas seis pontos acima da linha de água. Benítez tinha assumido o leme dos 'Toffees' no final de junho e resistiu assim apenas pouco mais de seis meses no cargo.

"O Everton Football Club confirma a saída de Rafael Benitez do cargo de treinador da equipa principal. Em devido tempo serão dadas informações em relação ao seu substituto", pode ler-se num comunicado emitido pelo clube.

Benitez havia sucedido a Carlo Ancelotti no cargo, depois de o técnico italiano ter rumado ao Real Madrid. Ao todo, Benítez orientou o Everton em 22 jogos, somando sete vitórias, cinco empates e dez derrotas.

Nuno Espírito Santo apontado como possível solução

Já esta manhã, ainda antes de a saída de Rafa Benítez ter sido oficializada, a imprensa britânica, mais concretamente a rádio  'Talk Sport', dava conta de que Nuno Espírito Santo será um dos candidatos à sucessão do espanhol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.