Depois da goleada sofrida na estreia, na recepção ao Arsenal (1-6) e do desaire no terreno do Burnley (0-1), o Everton conseguiu finalmente vencer no campeonato interno, mas teve de esperar pelos descontos concedidos pelo árbitro Lee Probert.

Depois de uma primeira parte sem golos, o Everton ficou em desvantagem 12 minutos após o reatamento, com o golo do austríaco Paul Sharner.

A vantagem dos visitantes durou apenas cinco minutos, pois o francês Louis Saha repôs a igualdade para os anfitriões, que viriam a garantir os três pontos (os primeiros neste campeonato) jáem período de compensação.

No sábado, o Manchester United subiu ao terceiro lugar ao impor, em Old Trafford, a primeira derrota da temporada do Arsenal, por 2-1, com o português Nani a titular.

Com este resultado, os "red devils" subiram ao terceiro posto da "Premier League" mas mantiveram-se a três pontos dos líderes Chelsea, adversário do FC Porto na Liga dos Campeões, e Tottenham, que também somaram triunfos nesta ronda.

Em Stamford Bridge, os "blues", que alinharam de início com os internacionais portugueses Ricardo Carvalho, Bosingwa e Deco, mantiveram o pleno de vitórias batendo o Burnley por 3-0, com golos de Anelka (45), Ballack (48) e Cole (52).

O Chelsea recebe o FC Porto a 15 de Setembro na primeira jornada do Grupo D da Liga dos Campeões.

Também em Londres, o Tottenham teve que esperar por um golo de Aaron Lennon já tempos de desconto para bater o Birmingham, por 2-1, depois de Crouch ter aberto o marcador aos 72 minutos e Bowyer empatado para os forasteiros, aos 75.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.