A equipa de David Moyes, que no início da semana tinha vencido o Sporting por 2-1, voltou a fazer estragos junto dos líderes da Liga Inglesa, ao vencer o United depois de ter feito o mesmo ao Chelsea (2-1).

Em jogo a contar para a 27.ª jornada, os "toffees" apresentaram-se sem o importante médio australiano Tim Cahill, nem Fellaini, lesionados, enquanto os "red devils" não tinham Rio Ferdinand e o português Nani, castigados.

As coisas até começaram bem para a equipa de Alex Ferguson, que se adiantou no marcador aos 16 minutos através do avançado búlgaro Dimitar Berbatov, mas a vantagem durou pouco, já que aos 19 minutos Bilyatetdibov igualou.

Na segunda parte o jogo manteve-se equilibrado, mas sem Wayne Rooney inspirado a sorte virou para a equipa da casa, com o recém entrado Dan Gosling no limite da pequena área a rematar cruzado e a fazer o 2-1.

Seria o também suplente Rodwell, que entrou aos 88 minutos para o lugar de Pienaar, a colocar o resultado em 3-1.

A derrota deixa o Manchester United à espera do resultado do líder Chelsea, que esta tarde defronta fora o Wolverhampton e poderá aumentar, em caso de vitória, para quatro pontos a vantagem na frente.

O Arsenal, 3.º, a seis pontos da liderança e adversário do FC Porto nos oitavos de final da Liga dos Campeões - com quem perdeu no Dragão na quarta-feira -, joga com o Sunderland, no Emirates Stadium.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.