A Federação inglesa voltou a ser envolvida num caso de racismo com as revelações do ex-selecionador inglês, Graham Taylor, publicadas num novo livro sobre racismo no desporto, intitulado 'Pitch Black', em que o técnico revela, ´pressões´para não convocar 'demasiados' jogadores negros na década de noventa.

A passagem de Graham Taylor na seleção de Inglaterra na década de noventa está a dar que falar no Reino Unido. Segundo o jornal inglês 'The Guardia', o antigo selecionador inglês, Graham Taylor, revelou a Emy Onoura, autor do livro, que na altura em que era o técnico da seleção inglesa foi abordado por dois elementos da Federação Inglesa com o intuito de 'não ultrapassar os limites' em relação ao número de jogadores negros que utilizava na seleção.

Segundo o autor do livro, o técnico inglês revelou-lhe ainda que os dirigentes da FA (Football Association) lhe passaram a mensagem de que a equipa inglesa deveria ser mantida predominantemente por futebolistas de raça branca.

Perante a polémica, Graham Taylor já veio a público desmentir as revelações publicadas no livro de Emy Omoura, e garantir ao jornal The Independent que os factos relatados pelo autor do livro 'simplesmente não aconteceram'.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.