Os métodos 'pouco ortodoxos' do Real Madrid para aliciar Cristiano Ronaldo a sair do Manchester United deixaram Alex Ferguson desgastado e irritado com o emblema espanhol.

Segundo relata o jornalista espanhol Guillem Balagué num livro sobre Cristiano Ronaldo, o treinador escocês ficou tão irritado com as tentativas do Real Madrid em desestabilizar o internacional português que chegou mesmo a entrar em contacto com o Barcelona para iniciar um processo negocial de transferência de Ronaldo para Camp Nou.

O assédio do Real Madrid a Cristiano Ronaldo teve o seu pico máximo em 2008 após a conquista da Liga dos Campeões por parte dos 'red devils' e durou até que o internacional português rumou ao Santiago Bernabéu em julho de 2009.

"Calderón fala, Schuster fala e usam a 'Marca' como veículo para desestabilizar jogadores", terá desabafado Alex Ferguson em 2008.

O treinador do Manchester United tentou então uma via negocial com o Barcelona para tentar afastar Cristiano Ronaldo do Real Madrid, mas a vontade do jogador português em representar o emblema 'merengue' acabou por ser determinante.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.