Gary Neville, antigo capitão do Manchester United, comentou o regresso de Cristiano Ronaldo a Old Trafford e lembrou que o internacional português não consegue conquistar campeonatos sozinhos.

"A vontade dele em marcar golos é maior do que a de qualquer um. A grande questão é se será suficiente para conquistar o título. Não me parece. A Premier League está no seu ponto mais forte desde os meados de 2000", começou por apontar, em declarações à Sky Sports.

Neville reconhece que Cristiano Ronaldo "é um reforço incrível para a equipa. O United precisava de um ponta-de-lança, mas, do ponto de vista físico, ele quase parece ter 28, 29 ou 30 anos. As pessoas vão lembrar-se como o jovem Cristiano fintava cinco ou seis jogadores na ala. Agora, está mais eficiente".

"Se o Cristiano Ronaldo de agora estivesse lá há oito anos, ainda seria considerado um jogador de classe mundial. A forma como se movimenta na área, a capacidade de marcar, a compostura em frente à baliza e o risco ainda o tornam, de longe, num jogador de classe mundial", rematou ainda o antigo jogador.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.