Pep Guardiola falou de vários temas, quando realizou a antevisão da partida com o Liverpool. O técnico do Manchester City confirmou que teve interesse em Alexis Sanchéz mas um pedido do Arsenal deitou o negócio por terra.

"Não sei o que se passará no inverno ou na temporada que vem. Tivemos um interesse nele mas o Arsenal decidiu não vendê-lo. Agora é jogador de outra equipa. Uma vez que se fechou o mercado de transferências, temos os jogadores que temos", começou por dizer o técnico.

"Quando começamos a falar com o Arsenal, uns dias antes do final do mercado, eles queriam fazer uma troca com o Sterling. E eu disse que não havia hipótese de isso acontecer. Confio muito no Sterling. A única coisa que estava disposta a fazer era pagar dinheiro, mas no final, eles não conseguiram contratar um substituto", afirmou Guardiola, que também falou sobre o recente pedido de investigação do clube inglês, por parte do presidente da Liga Espanhola.

"Estive ontem com ele [Javier Tebas]. Disse-lhe olá, falou com Ferrán Soriano [CEO do Manchester City] e esclareceu porque é que a UEFA não investiga o Manchester City. Estou muito confiante de que, se Tebas tem dúvidas, poderá falar com Ferrán. Até onde sei, a UEFA não nos chamou para investigação. Se tem algum problema com a economia do clube tem Ferrán Soriano, que é um mestre de isto, e poderá dizer como estão as coisas", afirmou o antigo jogador.

Pep Guardiola também falou sobre a decisão da Liga Inglesa, que pretende fechar o mercado de transferências antes do início do campeonato nacional.

"Estou aqui há mais de um ano e tive oportunidade de comprovar o quanto importam as tradições aqui. Entendo que seja difícil de mudar. Mas noutras coisas, são os ingleses os primeiros a ter a iniciativa. Estou muito feliz com a mudança que se decidiu. Parabéns à Premier League porque é importante começar a temporada com os jogadores que vão ficar, agora espero que o resto das equipas da Europa façam o mesmo".

Sobre o Liverpool, o treinador espanhol diz que tem aprendido muito com Jurgen Klopp.

"Cada vez que jogo contra equipa de Klopp, aprendo muito, São muito organizados na pressão e na defesa. Se jogas por dentro e perdes a bola, são muito perigosos", afirmou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.