Raheem Sterling surpreendeu ao admitir a possibilidade de deixar o Manchester City, face à pouca utilização no plantel às ordens de Pep Guardiola.

"Se houvesse oportunidade de ir para outro lugar, estaria aberto a ela neste momento", revelou o internacional inglês em declarações na cimeira "Business of Sport".

Confrontado com estas declarações, o treinador dos 'citizens' reconheceu que não estava a par do descontentamento de Sterling.

"Não sabia que considerava sair. É um jogador nosso e espero que continue a ser. Não posso assegurar a ninguém quantos minutos vai jogar, todos têm de falar no relvado. Não apenas Raheem, mas sim todos eles, como Mahrez ou Cancelo, que também queriam jogar mais. Quero que sejam felizes. Têm de estar contentes no clube, se assim não for devem tomar uma decisão", começou por dizer.

"Não posso garantir que vão jogar sempre 90 minutos. Sou eu que tomo as decisões em função do melhor para o clube, não para os jogadores. Não quero ver jogadores infelizes, não é o fim do mundo. Há muitas equipas, muitos jogadores, muitas opções", sublinhou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.