Jimmy Floyd Hasselbaink, ex-avançado que passou pelo futebol português antes de rumar ao Chelsea, considerou hoje injusto comparar André Villas-Boas, o novo técnico dos “blues”, a José Mourinho, em declarações ao sitio na Internet da FIFA.

André Villas-Boas foi hoje anunciado pelo Chelsea como novo técnico em substituição de Carlo Ancelotti, que foi demitido no mês passado devido a uma última época sem títulos na Liga inglesa.

O antigo técnico do FC Porto foi adjunto de Mourinho, agora nos espanhóis do Real Madrid, quando este estava em Stamford Bridge onde foi apelidado de “Special One”.

«Temos de olhar para ele de forma isolada, um treinador diferente, também português, mas uma pessoa diferente. É preciso dar-lhe uma oportunidade para ter sucesso», disse Hasselbaink.

O antigo avançado dos “blues” lembra ainda, em declarações ao sítio da FIFA, que todos vão olhar para o trabalho de Villas-Boas e dizer que aprendeu com Mourinho, ou então sugerir que o seu trabalho é igual.

«Eles [o clube] não vão ser capazes de continuar a deixar que os treinadores saiam e entrem do clube. Têm de ter fé em alguém e, felizmente, esse alguém é jovem, então poderá crescer com o clube e deixar marca na primeira liga inglesa», afirmou.

Villas-Boas será o sétimo treinador durante os oito anos da liderança do russo Roman Abramovich, na tentativa de levar a primeira vitória na Liga dos Campeões para Stamford Bridge.

Aos 33 anos, Villas-Boas irá ter a mesma idade que alguns dos jogadores do clube, um facto que Hasselbaink desvalorizou.

«Ele deve ter impressionado Abramovich. Obviamente, tem algo de bom, senão o Inter de Milão não estaria atrás dele. Tem de ter algo especial. Não vai ser fácil, mas os treinadores de topo não têm a vida facilitada, por isso boa sorte», concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.