O futebolista internacional francês Kurt Zouma foi hoje condenado pela justiça britânica a cumprir 180 horas de trabalho comunitário por ter agredido e maltratado um dos seus gatos, num episódio que foi divulgado nas redes sociais.

O jogador do West Ham, que tinha assumido em tribunal as agressões ao animal, foi ainda proibido de ter gatos durante cinco anos.

Em 07 de fevereiro, o jornal The Sun divulgou um vídeo filmado por Youan Zouma, irmão de Kurt, no qual o defesa de 27 anos desfere várias agressões a um dos seus gatos, ato que lhe valeu duras críticas de associações de direitos animais, e a abertura de uma investigação interna nos ‘hammers’.

Kurt Zouma assume em tribunal ter maltratado o gato
Kurt Zouma assume em tribunal ter maltratado o gato
Ver artigo

Youan Zouma, que em tribunal admitiu ter ajudado e encorajado o futebolista a cometer tais atos, foi condenado a cumprir 140 horas de trabalho comunitário.

O West Ham acabou por punir o futebolista com a mais alta multa prevista no código de conduta, de perto de 300 mil euros, doados a associações defensoras dos direitos dos animais.

O internacional francês, que, entretanto, viu os seus gatos serem recolhidos por uma associação de proteção de animais, também perdeu o seu contrato de patrocínio com a marca Adidas na sequência do incidente.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.