Numa dos clássicos do futebol inglês, Liverpool e Arsenal empataram 3-3 em Anfield. Com este resultado, a equipa de Arsene Wenger deixou-se apanhar no topo da tabela pelo Leicester. Ramsey e Giroud (2) fizeram os golos dos "gunners", Joe Allen e Firmino (2) marcaram os tentos dos "reds".

Impulsionada pelo cântico de "You'll Never Walk Alone", a bola começou a rolar em Anfield numa partida que se veio a revelar imprópria para cardiacos.

O Liverpool a jogar em casa e levado ao colo pela enorme energia dos seus adeptos começou a partida de forma mais afoita. Logo aos 6 minutos, os "reds" reclamaram grande penalidade depois de uma jogada de Lallana, mas o árbitro mandou seguir.

Este foi um sinal, uma vez que à passagem dos 10 minutos, o emblema da cidade dos Beatles inaugurou o marcador. Roberto Firmino numa recarga fez o primeiro da partida, depois de Petr Cech ter defendido um remate de Clyne para a frente.

Quatro minutos depois, aos 14, os gunners empataram. No seu primeiro lance da partida. Campbell assistiu de forma perfeita Ramsey, que numa grande desmarcação, colocou a bola no fundo da baliza de Mignolet.

Numa primeira parte de "loucos", o Liverpool chegou novamente à vantagem num golaço de Firmino que voltou a fazer o gosto ao pé. O brasileiro na meia-lua da área disparou para o ângulo, sem hipóteses de defesa para Cech.

Pouco depois o Arsenal voltou a empatar. Na sequência de um canto, Giroud desviou ao primeiro poste, com Mignolet a ficar mal na fotografia.

Aos 25 minutos, já se tinham visto quatro golos em Anfield. Um de Giroud e Ramsey e um bis de Firmino.

Aos 33 minutos, o Arsenal quase fez o terceiro. Num erro de Alberto Moreno, a bola sobra para Campbell, que com tudo para fazer atirou ao lado.

À beira do intervalo, Firmino quase fez o hat-trick, com um remate à meia. A bola bateu caprichosamente no poste.

A segunda parte começou com um pouco menos de intensidade, mas foi o Arsenal que conseguiu chegar à vantagem

Aos 55 minutos, grande jogada dos forasteiros, com Campbell a tentar a assistência para Girould, a bola bate num adversário e sobra para para o avançado francês, que roda muito bem sobre um adversário, disparando de forma contundente para fundo das redes num grande golo.

O Liverpool de Klopp começou então a carregar à procura do empate. O técnico alemão fez duas substituições nos últimos 10 minutos e acabou por sair premiado.

Joe Allen saiu do banco para dar o empate ao cair do pano. Numa bola enviada para a área, Benteke fez o desvio para o médio que fez de forma dramática o empate.

Resultado justo num dos melhores jogos do ano em Inglaterra. A partida teve sempre grande intensidade e dinamismo, grandes oportunidades e golos, que é o que se quer no futebol. De salientar a grande capacidade colectiva do Arsenal em posse, mas o líder acabou por deitar tudo a perder aos 89 minutos. Nota de destaque para as grandes exibições de Olivier Giroud e Firmino. Com este resultado, os "gunners" permitiram a colagem do Leicester no topo da classificação, que venceu o Tottenham fora de portas por 1-0.

Onze do ARSENAL: Cech; Bellerin, Mertesacker, Koscielny, Monreal; Ramsey, Flamini; Campbell, Özil, Walcott; Giroud.

Onze do Liverpool: Mignolet; Clyne, Touré, Sakho, Moreno; Henderson, Can, Milner; Ibe, Firmino, Lallana.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.