A Premier League anunciou esta quarta-feira a existência de um novo caso positivo de COVID-19 entre os 20 clubes que integram a prova. Ao todo, sobe assim para 13 os casos positivos do novo coronavírus entre os emblemas que compõem o escalão principal do futebol inglês.

A identidade do indivíduo infetada não foi revelada, mas o Tottenham, treinado por José Mourinho e onde atua outro português, Gedson Fernandes, comunicou que há um elemento do clube infetado, não avançando contudo se se trata de um jogador ou de alguém da equipa técnica ou staff.

O emblema londrino informou que a pessoa em causa se encontra assintomática e que agora ficará sete dias em isolamento, tal como o protocolo da Premier League define.

O Tottenham garantiu ainda que vai continuar a cumprir “rigorosamente” o protocolo de regresso aos treinos, assegurando que o centro de treinos permaneça um ambiente de trabalho seguro e livre do vírus.

Este novo caso positivo à COVID-19 surge depois da realização da quinta ronda de testes por parte da Premier League. Foram realizados, ao todo, 1197 testes, entre jogadores e staff técnico de todos os 20 clubes.

A competição regressa em 17 de junho, com os jogos em atraso Manchester City–Arsenal e Aston Villa–Sheffield United.

O campeonato inglês é liderado com grande folga pelo Liverpool, muito próximo de recuperar um título que lhe foge há 30 anos.

De acordo com a atualização de terça-feira, em Inglaterra já morreram 39.369 pessoas, sendo que o número de contágios é de 277.985.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.