O Manchester City e o Chelsea foram hoje acusados pela comissão disciplinar da Liga inglesa de futebol de falhar no controlo dos seus jogadores ao 95.º minuto do embate de sábado, com triunfo forasteiro dos londrinos 3-1.

“O Mancester City e o Chelsea são acusados de não garantir que os seus jogadores se comportassem de forma sensata e/ou de não se deixar levar por comportamentos provocatórios”, justificou a federação (FA) em comunicado.

Os dois clubes, que têm até quinta-feira para contestar, correm o risco de sanção financeira.

Nos minutos finais do triunfo do Chelsea, o argentino Sergio Aguero, em contra-ataque, atingiu violentamente o brasileiro David Luiz (ex-Benfica) e foi expulso – a FA puniu-o com quatro jogos -, provocando confusão entre membros de ambas as equipas.

Vários jogadores envolveram-se em agressões, incluindo o brasileiro Fernandinho e o espanhol Fabregas, com o ‘canarinho’ a apertar o pescoço ao adversário.

Este comportamento agressivo também lhe valeu o cartão vermelho, pelo qual foi punido com três jogos – o espanhol ter-lhe-á dado um estalo antes.

Fruto do resultado, o Chelsea lidera isolado com 34 pontos, enquanto o Manchester City reparte o terceiro lugar com o Liverpool, com 30, a um do Arsenal. O Manchester United de José Mourinho é apenas sexto, com somente 21 pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.